TENDINOPATIA DO TENDÃO PATELAR OU TENDINITE PATELAR EM CORREDORES.

TENDINOPATIA DO TENDÃO PATELAR OU TENDINITE PATELAR EM CORREDORES.
6 meses atrás

A tendinite Patelar também conhecida como jumper’s knee ou “joelho do saltador”, por ser comum em atletas que praticam atividades que envolvem saltos e outros tipo de esporte que exponha o aparelho extensor do joelho a esforços intensos e repetitivos.

A Tendinite é uma inflamação do tendão que esta relacionada com a sobrecarga do aparelho extensor do joelho, causando dor à palpação e déficit funcional, o segmento mais acometido é a porção profunda e posterior do tendão patelar, adjacente ao pólo inferior da patela.

 São diversas as causas que podem gerar um processo inflamatório sobre o tendão. Entre os corredores podemos citar: Falta de alongamento e flexibilidade de algum grupo muscular, aquecimento inadequado ou inexistente antes de atividades esportivas, excesso de movimentos repetitivos, sobrecarga dos treinamentos e calçados inadequados.

A tendinite patelar pode ser classificada como:

Grau I: Dor leve após as atividades;

Grau II: Dor no início dos exercícios, mas sem perda do rendimento nos treinos;

Grau III: Dor durante e após atividade física, perda do rendimento nos treinos;

Grau IV: ruptura parcial ou total do tendão patelar.

Caso apresente estes sintomas, deve consultar imediatamente um fisioterapeuta ou um ortopedista para fazer exames de diagnóstico, como raios-X, ultrassonografia ou ressonância magnética, para confirmação ou não da tendinite dar inicia ao tratamento adequado.

Sintomas:

Os principais sintomas de a tendinite patelar incluir:

Dor na frente do joelho; Dor que piora ao saltar ou correr; Inchaço do joelho; Dificuldade para movimentar o joelho e sensação de joelho duro ao acordar: Dor ao estender as pernas ou caso permaneça por um longo período sentado (perna cruzada); Dor no início da prática esportiva com leve limitação e outros.

Nos casos mais graves, em que a tendinite no joelho não desaparece com repouso, medicação e fisioterapia após cerca de 3 meses, pode ser necessário fazer cirurgia para reparar os danos provocados no tendão do joelho, mas normalmente não há essa necessidade, pois a fisioterapia tem alcançado ótimos resultados.

Se tratando de exercícios físicos o ideal mesmo é investir na prevenção, e os recomendados para essa patologia são:

 Alongamentos para melhorar a flexibilidade muscular;

Exercícios de coordenação;

Treinamentos em superfícies de menor impacto;

 Musculação para fortalecer os músculos;

Correções de vícios e postura;

Treinar corretamente, sem exageros;

Usar tênis adequado e outros.

Tratamento:

O tratamento da tendinite pode ser iniciado em casa com repouso da perna afetada, uso de uma faixa elástica no joelho, e aplicação de gelo por 15 minutos 3 vezes por dia, por exemplo. No entanto, caso a dor não desapareça em 10-15 dias é importante consultar um ortopedista.

Também é recomendadas sessões de fisioterapia para utilizar aparelhos de eletroterapia, e realizar exercícios de alongamentos e de fortalecimento, que aceleram o processo de cicatrização do tendão afetado.

Referências:

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162013000400374&lang=pt

https://www.minhavida.com.br/fitness/materias/11611-principais-tendinites-que-acometem-os-corredores